Secrets ∞

17.12.11

Pieces of the past


Às vezes pergunto-me como chegamos a certos pontos. Afinal não nos amamos? Afinal eu não te amo? Então porque muitas vezes, demasiadas vezes, eu penso em desistir e me assumo como uma derrotista perante a nossa relação. Se eu te amo porque é que o meu lado frio saí muitas vezes ao de cima contra ti? Se eu te amo porque é que sinto necessidade de te magoar depois de fazeres o mesmo? Se eu te amo porque é que não consigo ultrapassar? Eu não sei, só sei que não consigo... Tenho sempre um pé atrás sobre as nossas discussões, tenho sempre aquele medo que me consome a cada hora sem uma palavra, que me consome a cada instante de disputa. Tenho medo do abandono, tenho, tenho mesmo muito porque não quero simplesmente passar mais uma vez por isso... Ser deixada sem motivo aparente, magoa e amedronta-me, põe-me fraca, é o meu ponto fraco. E, por isso, também não te sei deixar, nem desistir de ti, e também não quero, porque dói.

1 comentário:

Joana Filipa. disse...

gosot do texto e do blog.
vou seguir, abraço(: